31 de out de 2012

Côrtes se queimou


   
   O secretário estadual de Saúde, Sérgio Côrtes, estava acordado e consciente no momento em que foi levado por uma ambulância do Samu para o Hospital Samaritano, em vez de uma unidade de emergência de referência, desrespeitando uma norma do Corpo de Bombeiros. A reportagem do jornal Extra, publicada nesta quarta-feira, 31 de outubro, ouviu quatro bombeiros envolvidos na operação de controle do incêndio que destruiu a cobertura do secretário, na madrugada do dia 26.
   
   De acordo com os militares, apesar de ferido, ele desceu sozinho as escadas do prédio, lúcido e falando. Quatro quartéis estiveram envolvidos na operação, num total de 37 homens. O médico do secretário, Fábio Miranda, disse ao jornal que recebeu um telefonema da mulher de Côrtes, contando o que havia acontecido, e mandou que a viatura do Samu fosse para o Samaritano. O médico confirmou que o secretário chegou acordado.
   
   Por que o secretário não pôde ser levado para o Hospital Municipal Miguel Couto, contrariando norma do Corpo de Bombeiros? Por que a imprensa criou uma história fantástica, com o secretário sendo encontrado desacordado, depois de ter combatido brava e solitariamente o fogo?



Feio, muito feio, secretário... 

Nenhum comentário:

Postar um comentário