23 de set de 2012

BRT: a lição tem que ser aprendida




Três meses após sua inauguração, o BRT Transoeste já apresenta seu ponto crítico. O trecho de pouco mais de um quilômetro entre as estações Novo Leblon e Bosque da Barra concentra as mortes em acidentes no sistema. As informações são do jornal Extra, na edição deste domingo. Leia mais.

Para evitar a passagem de pedestres pelos canteiros, funcionários de uma empresa a serviço da prefeitura estão plantando uma espécie de cerca viva, com espinhos, por um trecho de 450m. A expectativa é que, quando crescer, sirva para dificultar a passagem indevida.

Não é suficiente. E até essa cerca crescer, como fica? Plantar sinais de trânsito sem o mínimo de planejamento também não vai ajudar. Precisamos, isto sim, de educação, tanto por parte de motoristas quanto de pedestres.

Será um processo custoso, que levará tempo, mas fundamental para que possamos evitar mais mortes estúpidas no trânsito, já que o BRT se estenderá a outras avenidas da cidade. A lição tem que ser aprendida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário