28 de ago de 2012

Um grande dia para os verdes!

Em meu discurso de hoje, 28 de agosto, falei da manutenção do veto do prefeito Eduardo Paes ao meu projeto para diferenciar os frascos de soro hospitalar. Por dois votos não foi possível promulgar a lei. Perdemos uma grande oportunidade de evitar mortes estúpidas, como a de uma menina de 12 anos, em São Paulo, que recebeu vaselina nas veias em vez de soro. Apesar da derrota no Plenário, não pretendo desistir dessa ideia. Quero, inclusive, levá-la ao Congresso Nacional, para aplicá-la em nível nacional.
Se essa Lei não passou, outra de grande importância para o futuro da cidade foi promulgada pelo Plenário da Câmara do Rio. Por 27 votos a seis os vereadores derrubaram o veto do prefeito Eduardo Paes ao projeto de Lei de minha autoria que obriga a publicação de informações ambientais para atividades e empreendimentos, no âmbito municipal, sujeitos a licenciamento ambiental.
Esse projeto visa garantir que a população tenha acesso ao maior número de informações possíveis sobre questões que afetam a sua qualidade de vida, tanto dos órgãos ambientais como das empresas. É também uma forma de conscientização, já que obriga a transparência no uso das riquezas comuns, que possibilitam a sobrevivência de todos. As empresas têm como influenciar o Estado, muitas vezes com capacidade econômica superior a ele, e os dois podem virar cúmplices.  
Sem dúvida, essa Lei pode virar um efetivo instrumento de acompanhamento das grandes obras que vêm marcando a cidade e, consequentemente, a vida de todos. Transparência é sempre importante, ainda mais quando se trata do que vamos deixar de legado para as futuras gerações.
Dr. Edison da Creatinina

2 comentários:

  1. dr edison você é contra a tercerização certo?
    o que o senhor pretende fazer caso eleito com os funcionarios tercerizados pois sendo contra a tercerização e conseguindo acabaro com ela deixara centenas de pessoas sem empregos como eu que sou tercerizado .

    ResponderExcluir
  2. Prezado Archdanam
    Acredito no serviço público com pessoas concursadas e com planos de carreira , cargos e salários
    A terceirização é feita em situações emergenciais e é válida para que o serviço não seja descontinuado
    Entendo sua preocupação e cada caso é um caso mas fique tranquilo pois o vereador não tem poder de contratar ou demitir funcionários
    Isso depende do poder executivo
    Grande abraço
    Dr Edison da CREATININA

    ResponderExcluir