21 de jun de 2012

Dr. Edison da Creatinina elogia palestra da primeira-ministra da Irlanda






“A primeira-ministra da Irlanda, Mary Robinson, deu um show de sensatez em sua palestra sobre como promover um desenvolvimento sustentável num mundo desigual”, afirmou o vereador Dr. Edison da Creatinina, após assistir ao debate de Miss Robinson. Ela observou que na Eco 92 houve propostas concretas, uma série de ações em prol do meio ambiente; inclusive, surgiram os ministros do meio ambiente. “Agora, faltam propostas concretas, mas pelo menos a visão comum está sendo reforçada”.

Os representantes do Clube de Madri criticaram o fato de que as palavras não se alinham com as ações, embora reconheçam que por parte daqueles que estão preocupados existe a percepção da urgência e paixão pelas questões que envolvem a Rio+20. Entretanto, não estão conseguindo agir de forma coerente.

O rascunho feito pelos diplomatas representantes dos países membros da ONU na fase preparatória foi muito criticado pela falta de clareza e Miss Mary Robinson destacou como pontos fracos a ausência da questão da mudança climática, observou que falta conexão entre a necessidade de um novo modelo para o planeta e líderes que promovam essa mudança e salientou que os efeitos mais perversos da destruição do planeta são sentidos justamente nos países que menos contribuíram nesse processo.

“Haverá impactos na segurança alimentar, pois o manejo do solo afeta o setor. Atualmente, um terço das crianças estão desnutridas. Há algo de errado com a humanidade. Precisamos de uma sociedade que coloque as pessoas no centro de tudo. Uma abordagem dos direitos humanos que proteja os vulneráveis”, reivindicou Mary Robinson.

Alguns dos palestrantes acreditam que a própria democracia estará sendo ameaçada porque os governantes não conseguem mostrar aos jovens uma perspectiva de futuro promissora. E que a desigualdade entre as gerações deve ser discutida, pois a juventude vai cobrar o que está sendo destruído. Lamentaram que os políticos estão buscando ações de curto prazo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário