16 de dez de 2011

APROVADO PROJETO DE LEI SOBRE EXAME DE CREATININA EM HOSPITAIS PÚBLICOS NO RIO

Na noite de quinta-feira, 15 de dezembro, em última sessão extraordinária que terminou por volta de 22h, foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei nº939/2011, de autoria do Vereador Dr. Edison da Creatinina, que trata da realização rotineira do exame de urina Tipo I e de creatinina no sangue nos hospitais públicos. O projeto depende agora da sanção do Prefeito.

Ao tornar obrigatório o pedido desses exames rotineiros em projeto de lei, o Vereador Dr. Edison da Creatinina teve o intuito de alertar profissionais em saúde na rede pública e pacientes para a importância de descobrir precocemente doenças nos rins, evitar o agravamento de outras doenças e ainda provocar a realização de exames especializados.

A insuficiência renal atinge hoje cerca de dois milhões de brasileiros, segundo o Ministério da Saúde. As formas crônicas da doença renal causam degeneração progressiva do órgão e podem evoluir para a insuficiência, para os tratamentos com diálise e transplante. É uma doença silenciosa, sem sintomas, o que dificulta o seu tratamento.

“Temos atualmente cinco mil pacientes renais em diálise na cidade do Rio, 10 mil no estado, 100 mil no Brasil e, apesar das tecnologias já desenvolvidas, a situação dos doentes renais ainda necessita de atenção especial. Vejo a aprovação da lei da Creatinina como uma nova chance de identificar o doente renal para iniciar o tratamento o mais cedo possível, e isso vai trazer economia para os cofres públicos e salvar muitas vidas”, declara o vereador Dr. Edison da Creatinina.

As despesas com os pacientes de doença renal no país crescem a cada ano. Um dos últimos levantamentos, elaborado por uma equipe multidisciplinar em Nefrologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto, HUPE/UERJ, mostra o seguinte quadro.


Gasto Anual com Diálise no Brasil

Anos
Número de pacientes
Valor da Sessão HD
Nº de Centros
GASTO COM TRS ANUAL
1999
42.695
R$ 93,58
524
R$ 574.200.339
2000
46.557
R$ 93,58
525
R$ 663.200.400
2001
48.806
R$ 93,58
518
R$ 727.957.940
2002
54.523
R$ 102,94
560
R$ 802.550.666
2003
61.000
R$ 108,09
583
R$ 964.612.431
2004
65.000
R$ 113,49
588
R$ 1.013.921.081


O exame de creatinina, uma forma rápida – e que custa apenas alguns centavos – de diagnosticar e sinalizar as doenças renais e ainda apontar outras doenças, é a principal causa da opção do Dr. Edison da Creatinina pela carreira política.  Médico nefrologista do Hospital Universitário Pedro Ernesto, HUPE, professor universitário e coordenador do setor de transplante, tem como principal bandeira de seu mandato zelar pela qualidade da saúde no município do Rio e, como especialista em rins, melhorar os sistemas de tratamento do doente renal, foco de sua dedicação como profissional.

Veja o texto do projeto de lei em

Nenhum comentário:

Postar um comentário