20 de dez de 2011

FALEM CONOSCO, SEMPRE QUE DESEJAREM


Por Dr. Edison da Creatinina


No início deste mês, em matéria veiculada no jornal O Globo, intitulada Não fale com o vereador, houve uma crítica sobre a dificuldade em se falar com os vereadores do Rio por meio do portal da câmara. A matéria mencionava que uma equipe de jornalistas teria enviado, como um teste, para todos os vereadores do Rio, uma solicitação fictícia e que, em seis meses, nenhuma resposta havia sido dada.  

A referida matéria mencionava também ter tido resposta apenas de um único vereador, o nobre colega de Partido Verde, Paulo Messina, que, na mesma reportagem, como entrevistado, argumentou ter a dita solicitação chegado ao seu correio eletrônico do portal com muito atraso.

Ao cobrar da minha equipe o porquê de não termos respondido à mencionada solicitação, soube que nós tínhamos, sim, respondido àquela mensagem diretamente através do sistema administração do Fale Com, no dia 23 de junho de 2011, às 11:14h, e podemos provar.

A minha equipe fez o dever de casa e o sistema também, pois foi programado para informar a data, cópia da resposta, registrar o nome de quem respondeu e até mesmo a hora em que a mensagem teria sido respondida, sem termos recebido comunicação alguma do não recebimento.

Após nossa checagem, pudemos saber também que a mensagem enviada no dia 19 de maio recebeu o seguinte protocolo de atendimento “atendimento à solicitação de protocolo sol7d99f03 de 19/05/2011” e a qualquer momento o jornalista responsável poderia verificar entrando no portal da câmara com seu login e senha (no banner superior canto direito) na aba solicitações, ou poderia ainda buscar na sua caixa de correio ou verificar no spam, pois a reposta do gabinete foi enviada pelo email automático do próprio sistema noticias.cmrj@camara.rj.gov.br

Esta informação fica, portanto, disponível aqui no blog do meu mandato, para aqueles que se interessarem por ler este tipo de depoimento.

Não há um de nós, vereadores, que não saiba o quanto é importante que os cidadãos dediquem pelo menos um pouco do seu tempo a acompanhar nossa atuação, seja pelo portal ou quaisquer outros veículos de comunicação escolhidos pelos companheiros para utilizar e divulgar o trabalho realizado, aquilo que chamamos de prestação de contas, nossa obrigação perante a sociedade que nos escolheu para representá-la.

O impacto negativo na opinião pública já foi causado, meu objetivo não é discuti-lo aqui e agora.  Trata-se de um grande jornal. Minha intenção é registrar que vejo na Câmara um esforço de equipes dos gabinetes e da casa em fazer o melhor.

Fica aqui a minha manifestação, pelo menos neste plenário, dentro do meu direito e porque é meu dever, para defender a todos os profissionais dedicados que trabalham na Casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário