14 de jun de 2011

Cia. Pão de Açúcar, 100 anos de dedicação ao Rio

 
O bondinho do Pão de Açúcar prepara a comemoração do seu centenário. Neste complexo turístico da Cidade funcionam atualmente dois sistemas teleféricos independentes, com dois bondinhos em cada linha, circulando em vaivém. À medida que se sobe, a paisagem vai ficando mais ampla e mais bonita. Da Praia Vermelha ao Morro da Urca são cerca de 200 metros de subida, e o trecho seguinte, de pouco mais de 300 metros, percorridos em média três minutos cada, numa velocidade estrategicamente calculada para tirar o fôlego e expressões admiradas de quem faz o passeio.

Cenário de filmes de Hollywood, nosso bondinho na verdade já passou por três remodelações. A atual pode transportar até 65 passageiros em cada viagem, de 20 em 20 minutos ou o intervalo necessário, e é a única no mundo com as faces laterais totalmente transparentes devido ao acrílico utilizado, de tecnologia de aviação. Esta premiada estrutura envidraçada, em forma de bolha, é exclusiva do Pão de Açúcar e foi idealizada e patenteada pela firma italiana Nardo, um design premiado no 4º Salão de Montanha em Turim, em 1971.

Toda essa tecnologia talvez seja insuficiente para se experimentar a força deste Monumento Natural e símbolo de tudo em nossa Cidade, da logomarca de um cafezinho ao símbolo de eventos internacionais, passando por empresas e políticos. São uns 400 metros de granito escuro e imponente de nome dado possivelmente pelos escravos do Ciclo açucareiro. Uma pequena área de Mata Atlântica recobre seus contornos sinuosos e guarda uma biodiversidade, única no mundo, algumas espécies botânicas só podem ser encontradas ali e em nenhum outro lugar.

Um passeio ao longo da Pista Cláudio Coutinho, que fica em volta do morro, garante momentos de descanso e observação das calmas águas da Baía de Guanabara, que atraíram nossos descobridores. Coisas que são para o carioca aplaudir e ajudar a preservar. No Brasil, nossa natureza se confunde com nossa história e nossa economia.

O modelo econômico que o bondinho do Pão de Açúcar representa é tudo o que nós, verdes, queremos para o Brasil. Economia limpa, verde, convivendo respeitosamente com a natureza. A Economia Verde é um dos temas da Conferência Rio+20 do ano que vem e que vamos debater ao longo deste ano na Comissão Especial que presido, junto com os companheiros vereadores, Tio Carlos, Dr. Eduardo Moura, Rubens Andrade e Professor Uóston. Fica aqui registrada então nossa homenagem a este belo exemplo de atividade econômica que respeita nossa Cidade.



Discurso do dia 14 de junho do Vereador Dr. Edison da Creatinina

Nenhum comentário:

Postar um comentário