8 de nov de 2012

Carta aos DeMolays



Muita gente fala – com razão   da atenção que deveríamos dispensar à nossa juventude. São os jovens que vão definir os destinos do país nas próximas décadas. É nosso papel guiá-los ao bom caminho usando nossa experiência e sabedoria.
Por esse motivo, é de se louvar o esforço de entidades como a Ordem DeMolay, cujo objetivo é formar cidadãos atuantes e líderes, através do amor à família e ao país. A instituição busca lapidar o caráter do jovem para que, ao atingir a maioridade, ele possa dar a sua contribuição à comunidade onde vive.
É um ambiente fraternal, seguro e sadio, composto por garotos do sexo masculino, entre 12 e 20 anos, onde o jovem desenvolve capacidades que serão de grande utilidade para toda a vida. Busca formar melhores filhos, irmãos e cidadãos.
Tive o prazer de conhecer a atuação dos DeMolays em 2011, quando distribuí moções em reconhecimento ao trabalho voluntário em prol das vítimas das enchentes na Região Serrana. Estive com eles também na Cúpula dos Povos, em junho passado.
Tenho absoluta convicção de que os jovens cidadãos cumpriram e continuarão a cumprir seus deveres com alegria e determinação.
Não poderia perder a oportunidade de saudá-los e agradecer pelo convite para participar da abertura do III Congresso do Grande Conselho Estadual da Ordem DeMolay do Rio de Janeiro, que acontece nos dias 9 e 10 de novembro, aqui na cidade.
Numa época em que maus exemplos e influências negativas surgem com velocidade cada vez maior, é uma grande satisfação poder contar com instituições como a Ordem DeMolay, atuando em favor da juventude do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário