4 de out de 2012

Uma cidade, duas realidades




Uma reportagem publicada no jornal O Globo desta quarta-feira (3/10) mostra como o tratamento dispensado aos moradores da cidade é diferente, dependendo do bairro. Enquanto na Glória a Comlurb realiza a coleta seletiva, sendo uma das mais eficientes da cidade, e tem 99,9% do esgoto tratado, Manguinhos e Vargem Grande têm os piores índices de coleta de lixo e esgoto, respectivamente.

A coleta de esgoto no bairro de Vargem Grande, por exemplo, atende apenas 29% dos domicílios. Os dejetos, em sua maioria, seguem para o complexo lagunar de Jacarepaguá, contribuindo para uma verdadeira tragédia ecológica na região. Mesmo considerando o fato de que o bairro da Zona Oeste é uma criança em comparação ao tradicional recanto da Zona Sul, é assustador.

Em Manguinhos, 10% das residências queimavam, enterravam ou jogavam o lixo em terrenos baldios, nas ruas ou nos rios. O curioso é que, no bairro vizinho de Higienópolis, todas as casas são atendidas. Os moradores reclamam, com razão, que as calçadas vivem sujas, por falta de garis. 

Sabemos que o lixo acumulado atrai insetos e ratos, contamina os lençóis freáticos, polui o ar e pode causar diversas doenças. Encaminhei requerimento solicitando informações à Comlurb sobre o número de garis responsáveis pela coleta de lixo e varreção e quantas vezes o caminhão de lixo passa por lá.

Aliás, tanto Vargem Grande quanto Manguinhos precisam demais de um carinho da prefeitura, como no recapeamento das ruas, na limpeza geral das calçadas e na poda de árvores.

Os especialistas ouvidos pela reportagem dão a receita para evitar esse tipo de situação: controlar o crescimento desordenado. Isso mostra que a tarefa é bem mais complexa do que parece.

O conjunto de prédios do PAC, construído no terreno do antigo 1º D-Sup, por exemplo, já dá sinais de favelização, mesmo com toda a infraestrutura, como biblioteca, escola, UPA e Clínica da Família. É preciso mudar a mentalidade das pessoas, e isso não está acontecendo.

A situação desses dois bairros é um recorte perfeito da situação da cidade real, que não aparece na propaganda. Há muita coisa para melhorar, senhor prefeito, muita coisa, mesmo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário