18 de jul de 2012

Iaserj e a política covarde do governo do estado

Na tarde desta segunda-feira, 16 de julho, soubemos que a Defensoria Pública da União vai entrar com um processo para tentar impedir a demolição do Instituto de Assistência do Servidor Público Estadual (Iaserj). Fazemos coro e oferecemos nosso apoio contra essa covardia que fazem com os cidadãos de nossa cidade.

O sucateamento das instalações de saúde administradas pelo governo do estado não é novidade para ninguém. Acompanhando por um curto espaço de tempo os noticiários podemos perceber a irresponsabilidade e o descaso com que nossos governantes tratam nossos hospitais públicos e seu corpo de funcionários.

Aos olhos de um leigo, a demolição do Iaserj para a construção de um centro de pesquisas do Inca parece ser algo positivo, mas não é. Somos médicos de dedicação exclusiva, com salários defasados, desmoralizados e oprimidos pelo atual sistema de privatização do serviço público de saúde, que privilegia médicos sem residência e recém-formados, em detrimento do funcionário público de carreira. Nosso sistema de saúde vem sofrendo há muito tempo, e não temos um governo que valorize nosso sistema de saúde, que hoje se encontra entre os piores do Brasil.

É imperativo que o governo esclareça como foram feitas as transferências dos pacientes do Iaserj. Segundo o ex-diretor do hospital, Pedro Cirilo, tudo foi orquestrado sem seu conhecimento e denúncias apontam que as famílias sequer tinham conhecimento de que seus familiares seriam levados para outras unidades de saúde. 

Estamos atentos aos movimentos dessa crise e daremos nossa contribuição em apoio aos funcionários dessa unidade de saúde de suma importância para a cidade. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário