18 de jun de 2012

Marcha das Mulheres chama atenção para causa feminina durante Rio+20




Duas manifestações dos movimentos sociais causaram uma grande confusão no trânsito do Centro do Rio na manhã e no início da tarde de segunda-feira, 18 de junho. A Marcha das Mulheres reuniu milhares de pessoas em passeata, do Sambódromo até o MAM, passando pelas avenidas Presidente Vargas e Rio Branco.
Entre as principais bandeiras do movimento estão o fim da violência contra as mulheres no campo, pela soberania alimentar e contra a Economia Verde. Do MAM, o grupo seguiu novamente em caminhada, dessa vez em direção ao Largo da Carioca.



 Manifestantes na Marcha das Mulheres: aviso no poste
Os manifestantes saíram da Passarela do Samba por volta das sete e meia da manhã. Pouco mais de duas horas depois chegavam ao Museu de Arte Moderna (MAM).


Ao longo do caminho, a manifestação foi sendo engrossada por apoiadores. No MAM, ganharam o apoio de camponesas bolivianas, movimentos afro-brasileiros, entidades de defesa dos direitos humanos e centrais sindicais.



De lá, saíram pela Av. Presidente Antônio Carlos e pela Rua da Assembleia, em direção ao Largo da Carioca. Na praça, com a segunda interdição da Rio Branco no mesmo dia, o trânsito ficou complicado em toda a região.


Nenhum comentário:

Postar um comentário