30 de mar de 2012

Destaques da Semana

Votação do Projeto de Lei 1.082/11
Nesta semana, o vereador Dr. Edison da Creatinina marcou posição na luta contra a homofobia ao apresentar emenda ao Projeto de Lei que proíbe a divulgação de materiais sobre a diversidade sexual nas escolas do município. Ele chamou a atenção para o fato de que as crianças, hoje, crescem sem valores básicos de civilidade e respeito. Segundo o parlamentar, é importante estabelecer uma parceria entre pais, alunos, educadores e poder público para estabelecer uma base de opinião sobre o tema. Para o Dr. Edison da Creatinina, só através do respeito a valores básicos da humanidade a sociedade conhecerá a paz. "Baseado no profundo respeito às formas de expressão do ser humano e na convicção das minhas experiências como médico, educador e formador de opinião, reafirmo meu respeito à diversidade e à legalidade. Só uma sociedade mais consciente e esclarecida pode conhecer o verdadeiro valor da liberdade", afirmou.


O vereador também falou sobre a visita feita em companhia de outros vereadores para conferir o estado de alguns hospitais da cidade, entre eles o do Andaraí e o Pedro Ernesto. Para o parlamentar, é preciso que a sociedade saiba a que condições os hospitais e seus funcionários estão sendo submetidos. E também cobrou empenho dos demais parlamentares no exercício do poder de garantir o direito à saúde pública, digna e universal. "Não estamos cumprindo nosso papel. É necessário que os governantes olhem melhor para isso", destacou.


Herbert Daniel
Dr. Edison da Creatinina também homenageou em discurso o jornalista e um dos fundadores do Partido Verde Herbert Daniel, cuja morte completa 20 anos. Um cidadão que viveu e ofereceu sua vida em favor da liberdade, contra as injustiças e pela difusão do conhecimento como meio de sanar as deficiências da sociedade. Daniel foi líder intelectual e lutou bravamente contra a ditadura militar. Soropositivo, fundou a ONG Pela Vidda, de apoio a pacientes com Aids, e conseguiu ajudar a diminuir o preconceito contra a doença. “O legado que Herbert Daniel deixou para a humanidade foi a sua luta para desarmar o preconceito da sociedade em relação aos portadores de HIV. Ele imaginou possibilidades mais lúcidas e humanas nas relações sociais, médicas e trabalhistas”, finalizou.

texto:  Thiago Fidélis

Nenhum comentário:

Postar um comentário