4 de jan de 2012

Programa DEDIC na pauta do Conselho Comunitário de Segurança

Na manhã desta terça, 3 de janeiro, o vereador Dr. Edison da Creatinina esteve na reunião do Conselho Comunitário de Segurança da AISP 6 , na 20º Delegacia de Polícia Civil, Rua Luiz de Matos, 35, Vila Isabel. Representantes de associações de moradores e de outras associações locais assistiram a uma apresentação do Delegado-titular Rodolfo Waldeck, sobre o Programa DEDIC – Delegacia de Dedicação Integral ao Cidadão. O objetivo foi de que todos os presentes repassem às suas comunidades as informações sobre esse programa e seus potenciais. benefícios.

O programa DEDIC já existe há aproximadamente dois anos, permitindo que o cidadão faça o registro de ocorrências via internet. Após a denúncia, a delegacia entra em contato com o cidadão que prestou a queixa, agendando uma visita, já de posse das identificações dos policiais, das viaturas e em veículo descaracterizado, para não despertar suspeitas. A única ocorrência não abrangida pelo DEDIC é o caso do roubo de veículos, que requer a presença da vítima no balcão da delegacia.

O descumprimento de leis nos delitos de pequena importância, como a lei do silêncio, foi uma das questões encaminhadas pelos presentes. O delegado adjunto da 19ª DP, Marcos André, o comandante do 6º Batalhão da Tijuca, Tenente-coronel Márcio Rocha, assim como o Delegado Waldeck foram unânimes em responder que o tema é sempre problemático em vista de se tratar de um dilema social.
Em caso de barulho recorrente, a Prefeitura faz um trabalho de medição de som, uma autuação e, em último caso, notifica para o fechamento daquele local. Para o caso das festas privadas, por exemplo, foi explicado que o fato de o denunciante muitas vezes não se identificar como reclamante é o que impede o envio de uma Patrulha ao local da queixa. É mais um problema cultural das sociedades urbanas, como classificou o comandante Márcio do 6º Batalhão.

O 6º Batalhão continua abrindo as portas toda segunda terça-feira do mês para os representantes do Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal, titulares das Delegacias de Polícia Civil dos bairros da Grande Tijuca, além de representantes das prestadoras de serviços públicos oficiais como água, luz, gás, para debates com a sociedade civil. O vereador Dr. Edison da Creatinina, que é médico nefrologista e coordenador de transplantes do Hospital Universitário Pedro Ernesto, além de morador nas cercanias, fez questão de se pronunciar durante a reunião de hoje, incentivando todos a trazerem demandas desses bairros e sugestões para a Câmara do Rio. Sobre o atual sistema de Saúde no município, disse não concordar com a administração dos sistemas pelas Organizações Sociais, OS, declarando-se incentivador do debate sobre esse importante tema com a população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário