4 de set de 2011

Endereço polêmico

No Rio de Janeiro, uma homenagem a Abdias Nascimento vem rendendo discussões e alguma indignação na comunidade negra e admiradores do ativista

Por Adilson Gonçalves
Matéria veiculada na Revista Raça Brasil, edição 158 de 2011
 
Ainda em maio, mais precisamente no dia 26 – três dias depois da morte do militante – o vereador carioca Dr. Edison da Creatinina (PV), paulista como o homenageado, apresentou projeto de Lei n° 986/2011 propondo dar o nome de Senador Abdias Nascimento a um logradouro público no município. “O presente Projeto de Lei objetiva incluir esta honraria em virtude de toda a atividade do senador Abdias do Nascimento em defesa da igualdade racial, combate ao racismo e inclusão social. Nomear um logradouro público da cidade do Rio de Janeiro será mais uma forma de se preservar o nome deste grande defensor da civilidade nacional. Presta-se assim uma justa e merecida homenagem a este homem público e seu compromisso por uma sociedade justa e igualitária, combatente das injustiças e na promoção dos direitos humanos”, justifica Edison.
Alguns dias depois, através de decreto lei, o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes determinou que uma rua, localizada em Pedra de Guaratiba, no extremo da zona oeste da cidade, cerca de 80 quilômetros do centro, levaria o nome de Senador Abdias Nascimento. O fato gerou frustração para muitos.
Nesse ínterim, o jornalista, advogado e ex- deputado constituinte, Carlos Alberto Caó Oliveira, autor da lei 7716/89, que criminaliza e torna inafiançável o racismo e a intolerância religiosa, havia lançado uma campanha em seu blog Do Olhar Negro (www.doolharnegro.blogspot.com) e em sua página do facebook. A enquete consistia em saber qual das grandes obras que estão sendo realizadas na cidade para a Copa do Mundo, em 2014, e Olímpiadas, em 2016, deveriam ter o nome do grande líder.
A enquete foi disseminada pela rede social e compartilhada por várias pessoas, sendo impossível quantificar exatamente o número de participantes, mas a maioria esmagadora escolheu a Via Light, que ligará Nova Iguaçu (na Baixada Fluminense) ao futuro Parque de Madureira (na Zona Norte). A justificativa dos participantes é que nos dois lugares mora uma significativa parte da população negra da cidade. Outros dois grupos opinaram com respostas próximas: enquanto alguns acharam que o parque deveria ter o nome de Abdias, outros opinaram que, tanto o parque, quanto a sua via de acesso deveria ter o nome do ativista.
“De certa forma temia por isso, a depreciação da memória da obra de Abdias, a título de homenagem. Infelizmente, isso sempre acontece. Quando lancei a campanha em minha página no facebook e em meu blog, foi porque queria que o nome de Abdias Nascimento denominasse algo correlato à sua grandiosidade, algo marcante não somente para a população negra do estado e do país – a maioria, diga-se de passagem – mas para todo o brasileiro que tem o bom senso, a noção de saber o quanto o negro foi, é e será importante na condução de levar o Brasil à condição de uma grande nação. Nada tenho contra a população de Pedra de Guaratiba, ou o próprio local, mas confesso que fiquei decepcionado e me causa estranheza a rapidez com que o prefeito Eduardo Paes assinou o decreto. Acho que todos nós negros, individualmente, ou através de entidades, devemos protestar e questionar este ato”, disse Carlos Alberto Caó Oliveira.
– A TransOlímpica, que ligará Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes a Deodoro e Magalhães Bastos
- Transcarioca, que ligará o aeroporto do Galeão à Barra da Tijuca, passando pelo bairro da Penha
- Via Light, continuação da já existente, que ligará Nova Iguaçu ao futuro Parque de Madureira
- Qualquer uma outra que você tenha conhecimento.

TERREIRÃO DO SAMBA
Através de sua assessoria, o Dr. Edison da Creatinina explica que um vereador, mesmo apresentando um projeto de lei, não tem ingerência sobre a escolha do logradouro a ser denominado pelo homenageado. Ele disse ainda que, embora faça parte da base de governo municipal, mantém uma posição independente, de questionamento a algumas ações do prefeito Eduardo Paes. “Talvez por isso, nosso projeto não foi sancionado pelo prefeito, que se antecipou a ele, publicando o decreto lei dando o nome de Abdias Nascimento a uma rua de pouca visibilidade. Realizamos contatos com algumas lideranças e estamos estudando algumas outras alternativas para que o militante e a raça negra tenham o destaque que merecem. Uma delas é a denominação de Senador Abdias Nascimento para o novo Terreirão do Samba, que será inaugurado no próximo ano. O projeto é importante, pois não estará ligado somente ao samba, mas a toda a cultura negra oriunda do início do século passado, na Praça XI, no entorno do terreirão.”


Um comentário:

  1. Penso que a idéia do Dr.Edison quanto a do Caó reflete o pensamento de todos que conheceram o trabalho de Abdias do Nascimento na defesa da causa do movimento negro no país. Acontece que é ao Prefeito que cabe a escolha do logradouro e,este,nem sempre é sensível ás propostas que agradariam mais o povo.

    Therezinha Ely.

    ResponderExcluir