1 de jul de 2011

Política, valores e história...

Foto: Romi Gonçalves
O Partido Verde, do qual sou um dos representantes na Câmara Municipal do Rio atravessa uma fase de questionamentos importantes, inerentes à democracia na construção de uma política mais eficaz e coerente com a atualidade.
Ao buscar um caminho político que desse sentido aos meus propósitos como médico e cidadão, pesquisei um partido para me filiar, quando conheci o Partido Verde. Me chamou a atenção que um partido pudesse ter uma proposta programática com base em princípios de autonomia, fraternidade, solidariedade e compromisso com a defesa do desarmamento, da desnuclearização, em favor do ecodesenvolvimento, da solução negociada dos conflitos e do respeito às liberdades democráticas, justiça social e direitos humanos em todos os países do mundo.
No seu programa valorizam-se os princípios democráticos e pluralistas: sufrágio universal, pluripartidarismo, voto facultativo, separação de poderes públicos e subordinação das Forças Armadas ao poder civil, livremente eleito pelo povo. Vê-se na democracia o instrumento de superação de divergências e defende-se o aprofundamento de uma cultura democrática que estimule o convívio pacífico, harmonioso, solidário e cooperativo entre cidadãos. Encontrei ainda 12 valores fundamentais que orientam seus integrantes numa direção. Estes valores motivaram a minha escolha e constituem os ideais que hoje abraço e defendo.
Portanto, independente do que se publica nos jornais, das decisões que por ventura venham a ser tomadas pela direção do partido, fica a mensagem que o PV é maior do que tudo isso. Fica o ideal, a história, fica a certeza de que sobreviveremos e seremos fortes, pois nossa existência é fundamental a sociedade.


Saiba mais sobre os valores fundamentais do PV (clique na logo)


Foto: Romi Gonçalves

Nenhum comentário:

Postar um comentário