9 de mar de 2012

Dr Edison da Creatinina participa da campanha “Rins em Defesa da Vida”, no "Dia Mundial do Rim"

A campanha do Dia Mundial do Rim, coordenada pela Sociedade Brasileira de Nefrologia - SBN, coincidiu este ano com o Dia Internacional da Mulher. A data é comemorada sempre na segunda quinta-feira de março. O objetivo é alertar a população sobre a gravidade da doença renal crônica, que por ser silenciosa nos estágios iniciais, pois se manifesta quando já se perdeu mais de 70% dos rins, reforça ainda mais a necessidade de se fazer exames periódicos. Dados apontam que  no Brasil cerca de 10 milhões de pessoas têm algum tipo de disfunção renal.

A campanha  visa também sensibilizar as pessoas para o grande ato de solidariedade que representa a doação de órgãos, afinal, existem cerca de 33 mil pessoas aguardando por um transplante de rins, com média de 7 anos de espera na fila.

Este ano, no Rio de Janeiro, a campanha ganhou uma dimensão ainda maior. Na Cinelândia,  foram distribuídos cerca de 2.000 folhetos da SBN com explicações sobre os fatores de risco da doença renal. Além  de esclarecer sobre a  prevenção da doença, indica os exames da dosagem de creatinina no sangue e o de urina, que detecta a perda de proteína, como  meios de diagnóstico precoce e assim  impedir a  progressão da doença.

No fim da tarde, a estátua do Cristo Redentor, um dos principais cartões-postais do Rio de Janeiro, recebeu uma iluminação especial, nas cores vermelha e azul. A cerimônia com a presença de crianças transplantadas, familiares, médicos, representantes da Sociedade Brasileira de Nefrologia, representantes da Fundação do Rim emocionou  e tirou o fôlego dos presentes diante da beleza do cenário, de um lado a imagem do cristo colorida e do outro a lua reinando no céu.

Ainda como parte da campanha será promovida uma caminhada no próximo domingo dia 11 de março, pela orla do Leblon, na zona sul, de 10 às 13h, quando médicos e voluntários vão distribuir material informativo e orientar a população sobre a importância do diagnóstico precoce. Contamos com a participação da sociedade, afinal, a informação é fundamental para prevenir os problemas de saúde.



Nenhum comentário:

Postar um comentário