1 de mar de 2011

Fonte da Saudade..que saudade desse recanto.




Fotos: 1. Ana Simas( Presidente da Amofonte) e Ziraldo mostram a ambiência em volta da casa vista de um dos prédios.
2.Subindo a Rua Carvalho de Azevedo. 3. No fim da rua que termina num Largo.

A Associação de Moradores da Fonte da Saudade(Amofonte), na Lagoa, bairro da Zona Sul do Rio de Janeiro, convidou o Dr. Edison da Creatinina para participar da luta pela preservação de sua ambiência cultural e ambiental.
É que uma reunião recente do Conselho de Patrimônio da Prefeitura decidiu que a ambiência do entorno da primeira residência de Oscar Niemeyer, bem tombado  na Rua Carvalho de Azevedo, não tem relevância histórica nem arquitetônica. O que estiver em volta pode então ser demolido. A essa decisão, que alarmou os moradores, se somou a informação de que está para ser aprovado no local um projeto de construção de um prédio com vários andares, desrespeitando a legislação de tombamento já que mesmo que se possa demolir, o gabarito ali é tutelado pelo tombamento e deve ser mantido, nesse caso,são dois andares. Dr. Edison vai ao Ministério Público com a Amofonte para denunciar as irregularidades do processo.

Um abaixo assinado online está disponível  no link:
http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N7174


Nenhum comentário:

Postar um comentário